domingo, 17 de fevereiro de 2013

Nióbio não é HOAX (Críticas ao vídeo do Pirulla25)

   Pirulla25 é um dos vlogueiros do youtube que é precisamente famoso por expor críticas a epifania religiosa, como também expor problemas de teor social e política, recentemente um vídeo seu levantou views e joinhas relativo ao Nióbio. Porém, vamos começar do zero e falar mais a respeito do nióbio, da CBMM, o imposto do nióbio e o mais importante o que ele gratificaria para os brasileiros caso houvesse uma indústria nacional própria para a extração e refino deste metal. Como já se fala em muitos sites o Brasil possui 95% das reservas nacionais, mais precisamente dito o nióbio é encontrado em grande concentração na cidade de Araxá (Brasil), ganhando para as reservas de países como Zaire, Rússia, Nigéria e Canadá. Precisamente o nióbio deveria ter uma empresa que regulasse sua produção como existe com o petróleo nacional o caso da Petrobas? Sim, incentivaria e muito a criação de empresas nacionais, não privadas que tem ramificações com commodities visto que estas lucram com a exportação, se houvesse a Niobras poderíamos ser donos de nosso próprio nariz com o incentivo mais tarde, de nossas próprias refinarias, mineradoras e a salvação para siderúrgicas que estão sendo vendidas para multinacionais tanto que só agora o senado fala na criação  de uma empresa responsável pelo nióbio sob moldes da Petrobras. De acordo com Pirulla25, a empresa CBMM em 15% teria sido vendida para os chineses? Verdade, contudo suas ações também foram vendidas para consórcios de empresas japonesas e sul-coreanas, além de que a empresa possui também ligações estrangeiras com europeus. Segundo o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), o Brasil concentra quase 100% da oferta mundial de nióbio. A posição estratégica do país na produção do metal, e a negociação envolvendo a CBMM, levantam a questão a respeito de como o governo e as empresas nacionais lidam com as riquezas naturais brasileiras, levando em conta os próprios interesses estratégicos. O negócio fechado com a China, apesar de polêmico, gerou quase nenhum questionamento em Minas Gerais, ao contrário, por exemplo, da privatização da Vale, ocorrida em 1997. Todavia os acionistas ingleses e sul-africanos da Anglo-American tem um lucro muito maior explorando uma riqueza nossa do que nosso próprio país, a questão mineral do país é um absurdo!! Deve haver sim a estatização de empresas de recursos minerais! Pois as empresas privadas que exploram nossa terra levam cerca de 85% do lucro, enquanto nós brasileiros que somos "donos" dessa riqueza natural temos que nos contentar em ganhar tão pouco para destruírem nosso meio ambiente, com enormes minas? Quantos foguetes são lançados ao mundo? Pouco, contudo graças ao nióbio superligas que são compostas de vários metais que apresentam elevada resistência mecânica, estabilidade superficial e resistência à corrosão e oxidação, além de serem relativamente leves traz uma fabricação de foguetes em larga escala, até porque os países desenvolvidos e subdesenvolvidos não querem ficar para trás em sua formação bélica.


   Tampouco isso impele o governo brasileiro a qualquer movimento no sentido da ação mais elementar à vista da posição do país no mercado mundial de nióbio: ser ele, o Brasil, a determinar o preço internacional do produto, como por exemplo os países da Opep o fazem com o preço do petróleo, de acordo com os seus interesses estratégicos.

   Em recente artigo, Adriano Benayon, ex-diplomata, professor aposentado do departamento de Economia da Universidade de Brasília e autor do livro “Globalização versus Desenvolvimento”, apresentou a sua conta sobre o prejuízo que o país tem ao não se investir em tecnologias que agreguem valor ao mineral:

   “Só com o nióbio o Brasil deixa de ganhar anualmente centenas de bilhões de dólares. Diretamente perde cerca de US$ 40 bilhões, com o descaminho e com a diferença entre o valor das ligas ferro-nióbio no exterior e seu preço oficial de exportação, vezes a quantidade. Por ter a economia brasileira sido desnacionalizada e desindustrializada, a perda total é um múltiplo, maior que dez, dessa quantia. De fato, os bens finais em cuja produção o nióbio entra atingem preços até 50 vezes maiores que os valores reais no exterior dos insumos à base de nióbio. Esses insumos — como os do tântalo, do titânio, do quartzo etc – são ‘vendidos’ pelo Brasil por frações de seu valor no exterior. Já a China industrializa suas matérias-primas. Com isso o produto nacional bruto multiplicou-se por 20 nos últimos 30 anos, tornando-se a 2ª maior potência mundial”.



   Pirulla25, faz uma ressalva a respeito de que o nióbio seria mais usado em ligas de ferro-nióbio para pontes, gasoduto e oleoduto porém não é apenas disto que o nióbio é mais usado, ele é mais usado para a construção de tubagem, para superligas de motores a jatos e equipamentos de troca de calor, na produção do aço inoxidável, nas ligas supercondutoras usadas na fabricação de magnetos para tomógrafos de ressonância magnética. Encontra aplicação, da mesma forma, em cerâmicas eletrônicas, em lentes para câmeras, na indústria naval e, na ferroviária para a fabricação dos "trens bala"e principalmente em jóias além de ser requisitado para empresas de tecnologia podendo no futuro servir no fabrico de materiais supercondutores especiais para serem utilizados como materiais magnéticos e também em altas tecnologias de computador tech.

   Pirulla25 também fala que o nióbio é um dos pequenos problemas colocando como argumento a lavra para a extração do nióbio como iria para o bolso dos políticos e não traria benefícios a população por conta de um imposto da DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral), porém esse argumento é uma posteriori (válido)? Não, visto que o Nióbio é um recurso não-renovável, poderia haver substitutos? Sim, porém não haveria praticidade em seu uso como existe hoje.

E os minérios de nióbio e tântalo ?

Consultem o Almirante Roberto Gama e Silva sobre o nióbio!

Quase toda a disponibilidade destes metais está concentrada no Brasil. As jazidas de columbita-tantalita, em uma imensa cratera vulcânica em Araxá, Minas Gerais, somadas às de Catalão (Goiás) representam 90% das reservas mundiais conhecidas, avaliadas e divulgadas. 95% do nióbio consumido no mundo, para aços especiais para oleodutos, máquinas, motores e armas vêm do Brasil, mas apenas 45% aparecem legalmente nas exportações brasileiras.

Como saem os outros 50%? Ver artigo de Adriano Benayon (Nova Democracia 28.01.2006)

O que está sendo feito com a gigantesca reserva de nióbio e tântalo, em cones vulcânicos, na região dos Sete Lagos, no Pará ? É conhecida há mais de 30 anos, e as avaliações disponíveis indicam ser 10 vezes maior do que a de Araxá!

As ocorrências de columbita-tantalita do norte formam um imenso veio que vai do Amapá ao Nordeste, onde predomina a Tantalita, descendo para o norte da Bahia.

Fontes: Blog Nióbio minério brasileiro

Innovateus

A nova democracia

Mineral Commodities

UJE discute a exploração do segundo minério mais valioso do mundo

Nióbio riqueza brasileira

Extermínio de empresas de Adriano Benayon

brasileiros avançam rumo a super-ligas de nióbio

CBMM é investigada pelo ministério público

Floresta privatizada em Rondônia esconde nióbio

8 comentários:

davi disse...

gostei muito do texto :D

Marcela Melo disse...

Considerando que todas as riquesas do país sao entregues de mão beijada para os estrangeiros, e nada por aqui é valorizado, vejo isso apenas como mais uma oportunidade jogada no lixo pelos nossos governantes mesquinhos.



http://mmelofazminhacabeca.blogspot.com.br/2013/02/oscar-2013-indicados-como-melhor-filme.html

Ta Vendido disse...

Parabéns pelo blog e pelo texto.

Se tiver um tempinho passe em nosso portal de anúncios ficaremos

felizes com sua presença.

http://tavendido.com.br



Anuncie é grátis clique aqui!

Victor Lourenço disse...

Devemos respeitar a crença (ou a falta dela). O ser humano não foi feito para encarar as diferenças.

davi disse...

cada pessoa com sua crença

palavras ao vento disse...

interessante a postagem.;;;

Bel@ & Antenada disse...

Amei seu blog e achei muito interessante o texto. Parabéns!

Bjos

Participa do sorteio q está rolando do meu blog!!

http://belantenada.blogspot.com.br/2013/02/sorteio-de-vale-oculos-da-firmoo.html

Carlos Hamilton disse...

Boa matéria.
Espaço Aberto - http://www.blogdocarloshamilton.blogspot.com