segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Não acredite em melhorias de vida através de um esquema Ponzi.

   Você já ouviu falar em esquema Ponzi/ esquema em pirâmide? Digamos que uma empresa surja prometendo milagres dos quais transformaram sua vida, da seguinte maneira, você deve vender nossos produtos que não se vende em lojas, para amigos, familiares, namorada, colegas, para seu cachorro, para seu papagaio, então pessoas interessadas nesse tipo de negócio começam a querer fazer parte deste âmbito, então uma delas começa a afirmar que está ganhando dinheiro de uma maneira fácil e rápido, então começam a acreditar que investir neste negócio é vantajoso e começam a fazer dívidas com aquilo, tanto que quanto mais entra pessoas interessadas nesse tipo de negócio, estas começam a querer competir o topo da pirâmide, os mais antigos recebem parte do lucro da empresa, mais assim que novos recursos aparecem, começa a se tornar inviável e então aqueles que estão encima da pirâmide goza do tanto que ganhou nos últimos anos da empresa conseguindo sobreviver, um exemplo comum pode ser a oferta de que, por uma comissão, a vítima poderá fazer a mesma oferta a outras pessoas. Cada venda inclui uma comissão para o vendedor original. Digamos que você é um recrutador, e precise recrutar 7 pessoas pra bater sua meta cada um e que estas 7 precise trazer outras 7, e depois seja necessário mais 7 e subsequentemente a pirâmide começa a nascer em determinados níveis, consumindo e vendendo os produtos daquela empresa. Eles não vendem produtos que lhe darão uma nova oportunidade de vida e classe, contudo vendem commodities, ou seja, com o rótulo do produto totalmente diferente e com preços exorbitantes sendo até mesmo 3x mais caro do que o habitual competindo com seus concorrentes, seus produtos não são vendidos em lojas, e na maioria das vezes, é consumido pelos que estão dentro do grupo que são estimulados a recrutar mais pessoas além de adquirir mais produtos para sustentar a pirâmide e atingir níveis hierárquicos. 


   Pessoas com ambição e achando que mudarão sua vida para melhor, são enganadas facilmente e terminam desfazendo de seus bens adquiridos ao longo de sua vida para cobrir suas dívidas, tanto que irá conquistar inimigos inclusive dentro de sua família, fuja desses esquemas destas empresas que estão querendo lucrar mais do seus pesares, até porque você terá que paga mais pelo produto e consumi-lo do que lucrar com ele. Se você entrou neste esquema, saia fora o quanto puder, alerte seus amigos, familiares até seus bichos de estimação. E se alguém falar que ganha com isto, esteja ciente de que esta pessoa estará mentindo descaradamente...
                                 
                                       

   Estes tipos de negócios não só ocorre no Brasil, como nos EUA, no Canadá, em Porto Rico, e dentre outros países, como por exemplo a Primerica, esta usa a mesma lógica todavia vende planos de aposentadoria, férias, etc. A Primerica não existe ainda na América do Sul, porém suas ambições irão trilhar longe, podendo chegar até mesmo na China. Você se pergunta o que é ela? É uma empresa que centra-se na venda de seguro de vida, garantindo propostas falsas como por exemplo anuidade, fundos segregados, contas gerenciadas, serviços legais pré-pagos. De acordo com Jon Taylor estudioso dos esquemas piramidais, segundo ele MMN's exigem grande esforço para recrutar antes que seus veteranos possam ter a possibilidade de possuir lucros através do esquema. Segundo o autor, a venda a varejo não é significativo, como compensação e de acordo com eles se tornaria muito competitivo com outros produtos, o que não seria fácil convencer clientes. Se vendidos a partir de uma rede distribuição, eles devem servir de sustentáculo aos pagamentos de uma enorme rede de downlines, intitulados aqui de “distribuidores intermediários” – que são os principais clientes da empresa. Portanto, os distribuidores são, ao mesmo tempo, compradores e vendedores, e vendem principalmente para suas famílias e amigos. De acordo com este, MMN’s de recrutamento tendem a ser inerentemente sistemas que prometem rendimentos residuais contínuos, mas lançam os participantes a no mínimo uma relativa perda financeira, e principalmente a perda de relacionamentos importantes e valores como honestidade e integridade. Eles se mantêm através do recrutamento contínuo de novos distribuidores, com o gasto dos participantes até que abandonem o sistema. As vítimas dificilmente apresentam queixas legais contra as empresas, porque eles foram condicionados a culpar-se pelo seu “fracasso. Mais informações a respeito de Jon Taylor, (Clicando aqui).

    E para mais informações a respeito do Blog Nacionalismo Econômico, entre na nossa fanpage: 
(Clique aqui).

15 comentários:

Yuh A. disse...

Além de tudo, esses esquemas de pirâmide, mesmo que organizados por trás de uma máscara de empresa, são ilegais.

Bel@ & Antenada disse...

Pior q tem sempre alguém de mente fraca que acredita em coisas desse tipo para financiar os esquemas :/

Alysson Rocha disse...

Realmente sempre tem gente que cai, mas o que seria dos espertos se não houvessem os bestas não é mesmo.

Sarah Sanches disse...

Muito útil ! Tenho varias amigas que já caíram nesse golpe, principalmente gente mais velha...
Obrigado por postar.

S.S

Rafael Bela disse...

ultimamente o que mais se ver é isso ...pirâmide...

Jac Bagis disse...

dinheiro não cai do céu... tem q trabalhar e guardar dinheiro pra ter dinheiro... e estudar tb!

colega blogueiro, poderia tirar essa verificação de palavras? facilitaria e muito para os comentadores!

Larry disse...

Caramba, não sabia dessa!

Lucas Adonai disse...

Esse canal do otário é demais! Teve uma época que estavam caçando ele, acredita?

KGeo disse...

a pessoa tem que se alerta e fugir dos esquemas das pirâmides

Rafael Bela disse...

é preciso descobrir uma forma de inibir esses cabras antes deles enganarem muitas pessoas

Agnes disse...

Nossa, ótimo post, um alerta!

KGeo disse...

o negocio é alerta antes, pq normalmente quem cai nessa são pessoas desesperadas por algum dinheiro

Rodrigo Ferreira disse...

Que aprendizado com esse vídeo. e gostei demais sobre que agente está gastando e querendo comprar comprar e comprar porcarias. Gostei demais do texto.

Filipe Dias disse...

Nossa, esse calnal é bom, vou ler o texto todo e volto comentar

Pergunte a uma mulher disse...

Tá loco isso é quase uma escravidão