sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Caso de Cid Gomes e Ivete Sangalo.

    Pra quem não sabe recentemente, o Cid Gomes (governador do Ceará) se envolveu num escândalo, no qual pagou um cachê de 650 mil a cantora Ivete Sangalo, sendo que deveria ter sido 450 mil, um cachê estipulado pelo procurador que foi contra a realização de apresentação, listando 6 últimos shows da cantora que teve esse valor porém foi aumentado em 250 mil reais. Em Eunápolis, na Bahia, por exemplo, R$ 400 mil foi o preço para ter Ivete Sangalo como atração. De acordo com Cid Gomes em pronunciamento disse ele:

  - O que é o Ministério Público de Contas? É um garoto que deseja aparecer e fica assim criando caso. O MP é uma parte. Ele entrou com uma ação, o presidente do Tribunal indeferiu e aí, pra ganhar mídia, pra ficar aparecendo na imprensa, fica fazendo recurso - que já havia afirmado ao jornal “O Povo” que continuará gastando com atividades de lazer. “Doa a quem doer”.
  
   Ivete Sangalo não fez pronunciamento sobre o caso, e se mantém calada diante das discussões e bate-bocas entre o governador do Ceará e o procurador do MPC. De acordo com o procurador em nota:
"As declarações feitas pelo Excelentíssimo Sr. Governador do Estado do Ceará, Cid Gomes, em relação a minha atuação no caso da contratação da artista Ivete Sangalo, mostram-se desrespeitosas ao Ministério Público de Contas (MPC) e demonstram que o Chefe do Executivo Estadual não tem o menor respeito pelas Instituições Democráticas. Essa ação tem uma relação direta com a recente ação civil pública em que eu solicito a criação de leitos, afinal não tem sentido o governador do Ceará gastar recursos com festas para inaugurar hospital, enquanto se faz urgente o atendimento de cidadãos em fila de espera por cirurgias", divulgada nesta quinta-fera.

   Na semana passada, o MPC encaminhou pedido ao TCE (Tribunal de Contas do Estado) para que a corte vetasse o pagamento à cantora, e recomendou à Casa Civil do Governo que não efetuasse o pagamento do cachê até a análise do processo pelo TCE. O caso ainda vai ser analisado pela corte. Porém, o vice-presidente da corte, Pedro Timbó, responsável pela relatoria do caso, já sugeriu o arquivamento, que será votado pelo pleno.

   Segundo o MPF, a representação feita contra o governador feito pelo MPC apresenta irregularidades na contratação e solicitou, antes da realização do evento, que o governador não promovesse o show da cantora baiana, mas o pedido foi negado pelo governo.

   Segundo o MPC, o governo do Estado deveria ter apresentado "três propostas pertinentes ao ramo de atividade em contratação para que se possa demonstrar a justificativa de preço". Ainda segundo a representação, o preço pago à artista estava maior que o pago por outros órgãos públicos, onde os valores praticados ficaram em torno de R$ 500 mil.


                                                       Fontes: Uol e Jornal da Mídia.

13 comentários:

KGeo disse...

que confusão isso!

Rafael Bela disse...

é complicado determinar qual deve ser o valor exato , mas fica claro o desrespeito com o dinheiro público por parte das autoridades brasileiras , preferem fazer um show desse tipo e aliviar o sofrimento momentâneo da massa e deixando de lado a preocupação com as coisas mais importantes

Yuu disse...

Pouca vergonha ter dinheiro par show da vete e não ter dinheiro para melhoria de calçadas e ruas.

Cafajeste Sedentário disse...

Mas aposto que o povo gostou da ivetinha, hahaha.

kbritovb disse...

aposto que povo gostou da Ivetinha
é mesmo essa a ideia
meio que jogar o pão pro cachorro parar de latir, essa é a tática pra fazer povo esquecer de todas as outras coisas que precisam ser feitas dando uma diversão pra eles.
rídiculo isso

@liiereginato disse...

Pão e Circo custa caro hoje em dia...
http://sweetsolution.wordpress.com/

Yuh A. disse...

Desculpa, muita desculpa. Se o povo do local fizesse uma votação pra obrigar esse cara a declarar tudo e tirá-lo do poder (e o povo pode isso e muito mais, está na Constituição Federal), a palhaçada acabava. Mas, dos dois lados a farra come solta.

Guilherme Augusto disse...

Pior que gastou um dinheirão desse com a ivete... dinheiro jogado fora que poderia ser para a saúde rsrs

Cafajeste Sedentário disse...

''é mesmo essa a ideia
meio que jogar o pão pro cachorro parar de latir, essa é a tática pra fazer povo esquecer de todas as outras coisas que precisam ser feitas dando uma diversão pra eles.
rídiculo isso''

Essa tática é velha brother,e funciona que é uma beleza.

vitor saito disse...

Esse dinheiro poderia ser mais bem gasto.

Cafajeste Sedentário disse...

vou seguir aqui ;)

Ingrid Caroline disse...

Um absurdo, tanto dinheiro publico jogado fora !

Victor Lourenço disse...

Brasileiro gosta de putaria e carnaval. Não houve repercussão alguma sobre isso.